Bucólicas, ( LVI )

No comment yet


A Infância agita-se ruidosa como um utensílio presto espiritualizado, súbito animado em meio a mole enorme de um mundo fóssil...


Megatério de pinho arreganhando rictus de utilidade pretensiosa na imobilidade paleontológica das mumificações.


A palmatória de prata destila a claridade ancípte do seu medo-pânico de luz, ralhando co´a fixação obstinada de seus olhos deslumbrados, protestando o trágico cepticismo do mobiliário, resistindo a sedução inebriada do seu sonho...

Onde sou uma sombra insomne divagando a tua ausência.