Outra Anedocta de Plutarco

1 comment
 Venceram já um jubileu estes muros, que os alevantou meu Pai n´uns desvelos de alvanel...

 Fôra à eneápolis do Buriti, quando inda dominava a insolência vertical da macega, que a venceu meu Pai a golpes de alvião...

 É úbere a gleba do Buriti. Dir-se-ia, aqui, medram os homens do Deucalião, atirados, lá, das terras do septentrião a nímia uberdade do Buriti...

 No Buriti, a Canaã meridional, hão medrado os mangais frondosos, marcheteados d´oiro flavo das mangas, ardendo à franca claridade da soalheira; os amendoais gamenhos, ostentando a correção architectural de sua ligniforme compleição ao aflato retemperador dos outonos, atirando ao asseio público a olorosa defecação das tulhas; a desguedelhada coma dos goiabais no contorno anfracto do seu tentaculoso histerismo; o reclamo rúbido dos pitangais, que ao pantagruelismo edaz da petizada há sucumbido; o eretismo da coqueirama viripotente, guardando-nos, no escroto dos cocos verdoengos, o falerno apetecido do Buriti.

 É úbere a gleba do Buriti. Dir-se-ia, aqui, medram os homens do Deucalião, atirados, lá, das terras do septentrião a nímia uberdade do Buriti...

 Venceram já um jubileu estes muros...

 A pátina se nos descobriu, na epiderme sarabulhenta dos muros, o testemunho fóssil d´outros natalícios... ocre um... e outro... ind´outro branco... e outro...

 Aqui na estância, dir-se-ia estão caricaturando os muros, n´aspereza orographica do reboco carunchoso, na fusinagem da cardina esbatendo-se em hierógliphos sibilinos, em siderações que, inclemente, deletéria, lhes vai compondo no seu bizarrismo de fantasista - dir-se-ia estão caricaturando os muros a magnificência adamada que os adornou jamais.

 Os muros são a madre da estância...

1 comment

marcio 7 de março de 2010 11:48

Estilo escorreito,embora em tom arcaizante(que não o deslinda,antes o adoira)o A desta Bucólica cultua um estilo que fora abandonado pela Academia que prefere os Paulo Coelhos as Brunas Surfistinhas da vida.Prosa magneticamente bem escripta.Ainda bem que a verdeira Cultura foge aos impérios da Moda,porque senão estaríamos mortos como estão estes "Intelectuais" orgânicos.

Postar um comentário